By agosto 16, 2022

A geóloga Suzi Huff Theodoro professora do Programa de Pós Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural da Universidade de Brasília/Unb, participou no último dia 4 de agosto do 22° Congresso Mundial da Sociedade Britânica de Ciências do Solo que aconteceu em Glosgow, na Escócia. O evento é o principal veículo para encontros, oficinas, palestras e discussões sobre a atual preocupação global com o planeta e o futuro da humanidade.

Suzi Huff é Vice-presidente do Conselho Técnico da ABREFEN e foi convidada para palestrar no evento apresentando propostas e dados inovadores para a sustentabilidade e vida na Terra. Para Suzi “O convite à uma geóloga, pesquisadora de uma universidade pública e mulher do sul global, para falar de inovações, tecnologias e novos rumos para o uso do solo, em especial o uso agrícola, evidenciou que o mundo, ao menos das ciências, está aberto para conhecer, participar e incorporar iniciativas transformadoras, sustentáveis e capazes de mudar o rumo da produção de alimentos e da proteção dos solos”.

A participação no evento, mostrando a uso orgânico e os benefícios que a utilização dos remineralizadores traz para o meio ambiente é motivo de comemoração para a geóloga, e de acordo com a palestrante, “foi um desafio pessoal imenso, dada a relevância do evento e por ser alçada a um lugar de tão alta visibilidade junto a cientistas e autoridades tão ilustres, que influenciam diretamente os rumos das ciências e as decisões geopolíticas globais, relacionadas aos aspectos produtivos, econômicos e ambientais”, explica Suzi.

O Congresso é realizado a cada quatro anos em diferentes países e conta com a participação de mais de 3 mil especialistas em solo. Com o tema ‘Ciência do Solo – ultrapassando fronteiras, mudando a sociedade’, o evento contou com a presença de cientistas, professores das sociedades de ciências do solo de todo o mundo, além da presença de autoridades como a atual presidente da IUSS, Profa. A Dra. Laura Bertha Sánchez e autoridades da FAO, do IPCC, da Microsoft entre outros.

“Estar presente no Congresso Mundial de Ciências do Solo, é uma oportunidade a ser explorada e reconhecida para a evolução do meio ambiente e segurança do solo, abre portas para estudos, pesquisas para elevação da agricultura e segurança alimentar” comemora a geóloga. Suzi considera as discussões do evento importantes para o futuro das atividades socioeconômicas, interações geopolíticas globais e para a preservação do planeta. “Penso que minha participação representou uma novidade e, também, oportunidades extraordinárias para o Brasil”, conclui.

Veja o relato na íntegra, clique aqui. (11 downloads)

Siga-nos:
Instagram
Facebook
LinkedIn